segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Cap. 6 – Pecados



Capitulo 6 Pecados

“Dois soldados fortes, me pegaram, um me arrancou o menino do colo e o jogou no chão, e o outro me agarrou com força, me arrastando, e logo o outro me agarrou também me arrastando.
-Faça bom proveito Loren! – falou Rose sorrindo.
“Os soldados, me levaram para um abrigo de madeira caindo aos pedaços, eu me debatia, mas eles me seguravam com muita força, lá havia mais mulheres, que se distanciaram dos soldados, ou me tacarem na cama, dura, me arrancaram a roupa a rasgando, tiraram meus brincos e colar a puxões, e me deixaram nua na cama, saíram de lá como se nada tivesse acontecido.
-Vista isso! - disse uma mulher, me entregando um uniforme.
...
...
“Todas as mulheres me olhavam e me analisavam, algumas olharam com olhares melancólicos e sofridos, como se a minha dor fosse sua.
“A mulher que me ajudará com as roupas, sentou-se ao meu lado me observou atentamente.
-Obrigada! – agradeci.
-Não foi nada, aqui temos que se ajudar!
-Mesmo assim obrigada! – insistir.
-Qual o seu nome garota? – perguntou a mulher.
-Loren!
-Nome bonito! Eu me chamo Michelle, mas pode me chamar de Chelle.
-Prazer! – disse sorrindo.
“Ficamos em silêncio por um tempo, e logo ela me perguntou:
-Você tem ideia da onde você está?
-Mais ou menos, é um campo de concentração, onde ...
-Não! – ela me interrompeu. – Isso aqui é um inferno! Te obrigam a fazer coisas absurdas, coisas que você ne mesmo sabe e nem ganhamos comida direito para isso, e se seu trabalho não for bem sucedido, terá sua punição.
-Que punição? – perguntei curiosa.
-Ai já depende! Mas nenhuma delas são gentis!
“Eu a observava e tentava entender oque exatamente ela queria me dizer e oque ela queria me aconselhar.
-Quais foram seus pecados? – perguntou a mulher.
-Como assim? – perguntei confusa
-Que pecado cometeu para estar aqui?
-Eu não cometi pecado algum!
-Como não? Então porque estaria aqui?
-Salvar uma criança, de um espancamento sem motivo de um soldado, pra mim não é pegado!
Ficamos em silencio e então rebati a pergunta.
- Quais foram os seus?
-Eu sou judia!
-E porque isso é um pecado?
-É oque eles dizem, que somos pecadores, e devemos pagar com a morte, para podermos ser pessoas melhores!
-Quem diz isso? – perguntei pasma.
-O nazismo!
-Desculpa, mas não posso aceitar essa ideia! Ela é tão doentia e anormal. E afinal quem é capaz de julgar alguém?
“Michelle olhou pra mim com olhos arregalados e me encarou.
-Mas essa é a lei!
-Mas eu não sou obrigada a segui-la, nem concordar com isso.
“Chelle sorriu pra mim e o devolvi, com um olhar contagiante. Ela pegou em minha mão e me levou do abrigo a fora.
-Venha, vou lhe falar como as coisas funcionam.
...
...
Capitulo 7 – Leis e Leis
Tudo ali me enojava...
...

Nenhum comentário :