sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cap. 2 – Irresistível



Capitulo 2 – Irresistível

Luna entrou, com um mini shorts jeans, um tênis cano médio, e uma camiseta larga aberta dos  lados deixando o sutiã preto a mostra, sua bolsa estava no ombro direito, ela não usava óculos e muito menos aparelho, e seu cabelo estava comprido e totalmente chamativo, liso na raiz e formando cachos nas pontas.
Ela estava extremamente sexy e irresistível.
-Cansei de ser invisível e boazinha. – disse ela ao chegar perto de mim.
-Você está muito gostosa! – disse para ela sem pensar duas vezes.
...
...
Naquela tarde, ficamos juntos, como sempre. Mas dessa vez era diferente, ela estava diferente, não só na aparência, mas também seu jeito, nunca imaginei ela daquele jeito.
De uma garota feia e isolada, para uma garota sexy e popular
Ela atraia olhares de todos, sem exceções e fazia todos os garotos babar  a sua volta, e de certa forma aquilo já estava me irritando, mas eu não podia falar nada, afinal ela era só minha amiga, agora diferente, mas era.
Depois das aulas encontrei com ela nos corredores da escola.
-Oi Luna! – falei ao vela.
-Oi Renan! – falou ela retocando o batom.
-Hoje se quer ir pra minha casa? Meus pais estão de viajem esse mês! E eu não queria ficar sozinho ...
-Não posso!
-Tem compromisso?
-Tenho! – falou ela se virando. – Fica para próxima, lindo!
-Tá bom. – falei enquanto ela ia embora.
Realmente ela estava diferente.
...
Fui para casa e me joguei na cama, e fiquei olhando para o teto sem nada fazer, então peguei o meu i-pod, e ouvi musicas até cair no sono.
...
A semana foi passando e eu e ela acabamos ficando cada vez mais distantes um do outro, eu ficava vendo ela desfilar pelos corredores e todos se virarem para olhar, mas eu a ignorava, estava com raiva da nova Luna.
Mas na sexta-feira a noite em torno das 23h fui acordado por ela.
-Acorda Renan, ainda é cedo! – falou ela sentando na cama.
Eu sentei na cama, e estava só de cueca e camiseta, então me cobri.
-Oque você faz aqui? Melhor, como entrou?
-Nossa Renan! Vim te ver, e como a porta dos fundos estava aberta entrei!
-Ah!
-Mas oque deu em você?
-Porque?
-Anda tão diferente!
-Não sou só eu! – falei um pouco deprimido.
-Ei, lembra de quando agente mais novo e ficava brincando antes de dormir!
-Lembro! Claro que eu lembro.
Ela realmente estava estranha, e estava me assustando.
-Sabe tem uma brincadeira que agente nunca vez!
-Qual? – perguntei, tentando entender.
-Essa! – disse ela se aproximando.
Ela tirou a blusa de frio e ficou sobre mim, ela me olhava totalmente deferente, mas eu não entendia, e então ela me descobriu.
Começou a me massagear e a me dar mordidas leves no pescoço, mas eu não podia para-la, pois ela era irresistível.
-Oque você está fazendo? – perguntei com a voz fraca.
-Cala a boca!
Ela tirou a camiseta, e depois a minha e então me beijou, eu não resisti e a agarrei também, e enquanto me beijava ela me estimulava, e eu cai na tentação, tirei seu mini short e a joguei na cama.
-Nossa! – disse ela.
-Oque? - perguntei
-Não sabia que você era tão sexy! – e continuou a me beijar.
Ela afagava minhas costas e fazia caricias em meu corpo todo me deixando cada vez mais excitado e eu a agarrava com força, mas de repente cai em mim e percebi oque estava fazendo.
-Porque? – perguntei, parando.
-Porque oque, seu idiota? – falou ela.
-Porque agora? Porque assim? – perguntei confuso.
-Para de ser idiota e continua!
-Não! – falei saindo de cima dela. – Antes me explica!
-Quer saber, chega! – ela falou saindo da cama.
-Luna, você está muito diferente!
-Eu queria que você me ajuda-se! – afirmou ela.
-Eu não te reconheço mais! Do que você está falando?
-Uma hora você vai entender!
Ela saiu do quarto só com roupas intimas e desceu as escadas.
-Luna! – chamei.
Desci atrás dela, mas lá embaixo estava tudo normal, com as luzes apagadas e sem ninguém, Luna não estava mais lá.
...
...
Capitulo 3 – Acidentes.
-Luna! – chamei.
Então decidi entrar...
...

Nenhum comentário :